top of page
  • Foto do escritorJurandir Santos

A vida é aquilo que acontece quando fazemos plano para o futuro

Faço analogia desse pensamento de John Lennon com o planejamento docente, um processo de racionalização, organização e coordenação de ações e atividades conscientes e sistemáticas, com foco nos estudos, aprendizagem e experiência de vida dos alunos, envolvendo a problemática das exigências sociais, os elementos culturais e políticos.


O planejamento educacional jamais poderá limitar-se ao simples preenchimento de formulários para o cumprimento dos controles administrativos ou pedagógicos, mas à formação e elaboração da visão que pretendemos desenvolver nos nossos alunos, tendo como permanente referência as situações didáticas concretas e a cultura na qual a comunidade escolar encontra-se envolvida e em interação com o processo de ensino e aprendizagem.


As principais funções do planejamento educacional são:

  • assegurar a racionalização, organização e coordenação do trabalho do professor, permitindo a ele, junto à estrutura escolar, proporcionar um ensino de boa qualidade, evitando-se, assim, a improvisação e a rotina;

  • explicitar princípios, diretrizes e procedimentos da função docente, como forma de assegurar a articulação das tarefas da escola com as expectativas do meio social, de forma participativa e democrática;

  • expressar os vínculos entre os posicionamentos filosófico, político- pedagógico e profissional, bem como as ações efetivas que o professor realizará nos ambientes profissionais, por meio dos objetivos, conteúdos e métodos;

  • assegurar a coerência e a unidade do fazer docente, inter-relacionando todos os elementos envolvidos.

Já os tipos básicos do planejamento escolar podem ser descritos pelos:

  • da instituição, relacionado com os documentos mais globais que expressam as ligações entre o projeto pedagógico com os planos de ensino;

  • da disciplina ou do plano de unidade escolar, por meio dos documentos elaborados para o ano, semestre, bimestre ou período letivo, organizados de acordo com os objetivos específicos, conteúdos e devidos encaminhamentos metodológicos;

  • por fim, do plano de aula, que trata da elaboração ou da revisão do desenvolvimento do conteúdo das aulas.

Os elementos do planejamento escolar envolvem:

  • os objetivos, que têm ligação com a razão de se ensinar algo a alguém;

  • os conteúdos, que são propriamente o que se ensina;

  • e os métodos e as técnicas, ou seja, a melhor forma para ensinar.


Um bom planejamento requer do professor: criar e recriar constantemente a sua prática, adotar recursos atualizados e inovadores, vincular o seu trabalho à realidade dos alunos e do contexto em que eles se encontram, prover meios para ajudá-los à abstração, criação e para irem ao encontro dos sonhos deles. Dessa forma, o educador adquire mais segurança e confiança no seu trabalho.


Planejar é uma possibilidade de reflexão sobre as nossas opões e ações, caso contrário ficaremos à mercê dos rumos estabelecidos por outros interesses que não são os nossos, uma vez que, conforme dito por Lúcio Aneu Sêneca, filósofo do Império Romano, não há vento favorável para aquele que não sabe para onde vai.


SANTOS, Jurandir. Educação: desafios da atualidade. São Paulo: Editora Compacta, 2012.

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page