top of page
  • Foto do escritorJurandir Santos

As pedagogias ativas como possibilidade de aprendizado ao longo da vida

A pedagogia é uma ciência, ou seja, um conjunto de conhecimentos ou saberes específicos para o tratamento dos assuntos relacionados à prática na escola. Visa, portanto, a compreensão da práxis educativa e suas intencionalidades na formação humana; por esse motivo ela é ampla e complexa. O termo pedagogia é derivado do grego e pode ser interpretado como condutor (agogo) da criança (pedo).


As pedagogias ativas ou centradas nos interesses dos alunos, como alguns preferem dizer, surgiram em meados do século passado. Tornaram-se conhecidas no Brasil através do movimento chamado “Escola Nova”, caracterizado por uma forma de contraposição aos princípios e métodos da escola tradicional, fruto de estudos de países europeus e norte americano.


A principal razão para utilizá-las é dinamizar a situação de aprendizagem do aluno e as relações que ele estabelece com o professor. Partem do princípio de que o sujeito é quem constrói e organiza o seu próprio conhecimento. Nesse contexto, o professor exerce a função de facilitador para o aprendizado das dimensões cognitivas, éticas, estéticas, afetivas e sociais.


Foi proposta como uma alternativa de ensino pela ação, para uma educação com funcionalidade, segundo a qual a aprendizagem centrada no aluno passa a ser vista como um processo complexo e global, desencadeado de uma situação-problema que surge e instiga a investigação, a busca de informações, a construção de novos e inovadores conceitos e a seleção dos procedimentos mais adequados às determinadas situações.


As atividades são elaboradas de tal forma que desafiem os alunos, possibilitando a eles desenvolverem soluções inusitadas e experiências significativas pertinentes às aprendizagens. Promovem oportunidades para que eles aproveitem suas vivências e seus conhecimentos prévios na prática, ampliando e aplicando às novas situações surgidas.


Constituem-se em um movimento mais interessante e inovador na educação atual. Ao passo que as pedagogias tradicionais trabalham com conteúdos mais desconectados, as pedagogias ativas provocam uma ruptura na fragmentação do aprendizado e tendem a vencer com a dicotomia entre a teoria e a prática.

Sabemos que o processo de ensino- aprendizagem envolve muitos elementos, é dinâmico e não ocorre de forma linear ou como uma somatória de resultados. Exige ações diferenciadas para que possamos esperar dos nossos alunos, significados elaborados de acordo com a sua participação. reflexão, disponibilidade para o acompanhamento do aprendizado do aluno, pesquisa, atualização e preparo para lidar com as situações emergenciais e inusitadas.


De acordo com as pedagogias ativas, a produção de novos saberes demanda de nós a convicção de que a mudança é possível. É essencial valorizarmos, nos educandos, os exercícios da curiosidade, da intuição, da responsabilidade e a capacidade de fazer críticas elaboradas. O ato de ensinar exige respeito à autonomia e à dignidade de cada sujeito, alicerce para a construção da sua própria história.


SANTOS, Jurandir. Educação: desafios da atualidade. São Paulo: Editora Compacta, 2012.

6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page